ESPECIAL GP LATINOAMERICANO 2018

BRASILEIROS NO LATINO

OLYMPIC HARVARD

Foto tirada em 6 de março pelo seu proprietário e cedida ao Turfe Global, pelo Sr. Sérgio Coutinho Nogueira (Haras Regina).

Sr. Sérgio Coutinho Nogueira (Haras Regina).

Antonio Luiz Cintra (treinador)

Este belíssimo alazão, filho de Drosselmeyer e Fúria Olimpica por Astor Place, de criação e propriedade do Haras Regina, entra na raia com grandes possibilidades, principalmente pelo fato de estar aclimatado ao Uruguai, inclusive tendo disputado prova forte em Las Piedras, onde obteve a segunda colocação. Terá em seu dorso, o bom Júlio C. Mendez, que foi o jóquei que ganhou esta prova, da última vez em que foi disputada em Maroñas, conduzindo o argentino Latency em 2006.

Veja o que os seus responsáveis esperam de Olympic Harvard.

Sr. Sérgio Coutinho Nogueira (Proprietário Haras Regina)

"Olympic Harvard esta tinindo  e esperamos uma boa corrida e que chegue entre os quatro primeiros. Ele corre de trás e como tem muitos ligeiros no páreo, pode  ser favorecido. Vai montado pelo Julio Mnedez, joquei experiente e que conehce muito bem a raia.
O animal foi levado ao Uruguai no meio de novembro e já esta adaptado. Correu apenas uma prova lá, quando ainda não estava  no ultimo furo e foi segundo colocado na 2ª prova da tríplice coroa de Las Piedras em 2000 metros, há um mês e nao teve percurso favoravel. Esperamos que agora  esteja melhor do que na estréia.
Ele foi indicado pelo JCSP pois o vencedor da Seletiva, o Marlon se lesionou  muito proximo ao embarque e não havia tempo hábil para o segundo colocado na Seletiva, o nosso Link Olímpico,   fazer o tramite de documentação na receita federal e no Ministério da Agricultura,  e assim a vaga ficou para o Olympic Harvard, que já encontrava-se no Uruguai.
Esperamos uma boa corrida, mas  é uma prova muito forte, com bons argentinos,  peruanos, uruguaios e mesmo o nosso Leão de Prata."  (Entrevista concedida à nossa colunista Bruna Baquil, diretamente do Uruguai)

Antonio Luiz Cintra (Treinador)

"O Olympic Harvard, veio para correr o GP Ramirez em janeiro, fizemos um trabalho nele, do qual não gostamos, achamos que estava faltando e resolvemos por não inscrevê-lo. Continuamos a preparação e o animal foi melhorando e progredindo a cada dia, acabou apresentando uma adaptação muito boa no Uruguai e resolvemos correr a segunda prova da tríplice coroa em Las Piedras, uma pista até difícil para ele, pois é uma terra muito solta e uma reta muito curta, o que não é bom para um cavalo como ele, que atropela, mas mesmo assim, resolvemos correr, por tratar-se de uma prova importante e de ótima dotação. No final ele foi muito bem, pois terminou na segunda colocação, perdendo para um cavalo clássico muito bom, mostrando toda a sua evolução. Depois surgiu o convite para o Latino, o Dr. Sérgio falou comigo e achamos que nesta evolução do animal e da forma como  ele corre, o páreo poderá ser favorável, já que seus principais adversários são muito ligeiros, a exemplo do Roman Rosso e Fitzgerald. Não posso afirmar se ele está 10 pontos, mas está num estado muito bom, vai correr na expectativa, bem acomodado e pelo ritmo do páreo vai se apresentar no final, podendo dar uma grata surpresa para nós."  (Depoimento concedido a Bruna Baquil, diretamente do Uruguai, através do whatsapp).

LEÃO DE PRATA

Leão de Prata

Carlos Lavor (jóquei)

Macho castanho, filho de Crimson Tide e L'Escapade por Aksar, de criação e propriedade do Stud São Francisco da Serra, vencedor da seletiva carioca para o Latino em janeiro deste ano, no GP Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, terá a direção de C. Lavor e o treinamento de J.C.Sampaio.

Veja o que os seus responsáveis esperam do filho de Crimson Tide.

Carlos Lavor (Jóquei do Leão de Prata)

"Aprontei o cavalo às seis da manhã, gostei muito da raia, é uma raia leve e o cavalo está tinindo, aprontei 800 metros em 50' vim com ele de trote até a entrada da reta aqui e apertei nos seiscentos finais. Gostei muito demonstrando que o cavalo está bem e olhando para ele percebe-se que está em ótimo estado e que a viagem não interferiu em nada. Se os anos que tenho de profissão serviram de alguma coisa, posso garantir que o cavalo está em ótima forma."  (Transcrito do áudio  do whatsapp enviado diretamente do Uruguai  para a colunista Bruna Baquil). 

Luis Antonio Ribeiro Pinto (Stud São Francisco da Serra)

"Estou com muita esperança no Leão de Prata, ele viajou muito bem, o que ajuda muito pois ele é um animal de 550 kilos muito calmo e o Sampaio providenciou tudo para que tivesse uma boa viagem e graças a Deus correu tudo bem. Ele já está bem adaptado, tenho recebido notícias dele, na quarta feira fará um apronto para a corrida. O páreo está cheio, animais de muito boa qualidade, mas eu estou muito esperançoso, o campo é muito forte, tem cinco ganhadores de grupo I, entre eles dois argentinos e dois peruanos . Mas como nós não conhecemos os adversários mais a fundo, fica difícil de prever como será a prova. Mas o Leão de Prata está evolução e acho que vamos com muita chance e vamos torcer para que o Brasil esteja muito bem representado, por ele e pelo Olympic Harvard, pois estas corridas internacionais são uma vitrine para o turfe brasileiro e tenho certeza que vamos fazer bonito com a graça de Deus. E para finalizar convoco a torcida brasileira para fazermos uma corrente, que certamente fará que colhamos resultados positivos nesta empreitada."  (Transcrito do áudio do whatsapp enviado diretamente para a colunista Bruna Baquil).

Voltar

Turfe Global - Rio de Janeiro - Brasil Tel: (21) 3529-4608

e-mail: turfeglobal@gmail.com

© 2016 by Cash2001 Proudly created with Wix.com